Chelso Sports & Business - eventos próprios e corporativos

Torci o pé e agora? Veja os primeiros cuidados a se tomar

Torci o pé e agora? Veja os primeiros cuidados a se tomar

Postado em 12 de julho de 2019, por

Foto: Fotolia

Nem é preciso ser corredor para estar sujeito à torção de tornozelo. A entorse pode acontecer a qualquer hora da atividade física ou ao caminhar durante o dia a dia mesmo. Por isso é importante estar preparado e saber quais os primeiros cuidados que se deve tomar. Confira as dicas da ortopedista Ana Paula Simões.

Por que torcemos o tornozelo? 
O primeiro passo é entender como a torção acontece, a mais comum é na parte lateral ou externa do tornozelo, que pode ocorrer devido às mudanças bruscas de direção ou quando o pé fica preso e o corpo gira. Basta um descuido de virar o pé com um pouco mais de força para sentir o principal sintoma da lesão: a dor, que normalmente é na parte externa do tornozelo com vários graus de inchaço e, dependendo da forma como ocorre a lesão, ela também vem acompanhada por hematomas na região.

Acabei de torcer o tornozelo e agora?
Ao torcer o tornozelo, o primeiro cuidado é retirar o calçado e qualquer outra coisa que possa estar sobre a área. Isso porque a região tende a ficar inchada e avermelhada, sintomas que só podem ser amenizados com o uso de gelo, que faz com que os vasos sanguíneos se contraiam, reduzindo, desta forma, o inchaço. Outra dica é não sobrecarregar a região, ou seja, evite colocar o pé no chão. E assim que possível consulte um médico.

Qual a importância de procurar um médico especialista?
Apenas um especialista é capaz de identificar a necessidade ou não de se fazer um raio-X, isso porque uma entorse em alguns casos pode ser uma fratura. O especialista é quem vai oidentificar a gravidade do problema Informe o seu ortopedista sobre como ocorreu a torção de tornozelo.

Foto: Fotolia

Toda entorse deve receber os mesmos cuidados? 
Existem tês níveis de torção, cada um requer um tratamento e leva um tempo diferente de recuperação:

I: estiramento dos ligamentos, mas sem ruptura dos mesmos. Pode haver dor e inchaço. O tratamento inclui descanso e gelo.

II: ruptura parcial dos ligamentos e instabilidade articular. Os sintomas são dor, edema e rigidez articular, de intensidade moderada a severa. Neste caso pode ser necessária a imobilização do tornozelo.

III: ligamentos totalmente rompidos e grande instabilidade no pé e falta de “firmeza” ao andar. Quando a torção é desta gravidade o ortopedista por optar pelo uso de gesso por duas a três semanas ou uma bota imobilizadora com posterior recomendação de fisioterapia.Pessoas que torcem seu tornozelo repetidamente também podem precisar de reparo cirúrgico para corrigir os ligamentos.

O mais importante é respeitar os prazos de recuperação para que o tornozelo fique forte novamente e o problema não venha a se repetir.

Conteúdo via Web Run | Jornalista Carolina Abrantes


Categorias: Notícias
20
Cidades que Estamos
300
Eventos Realizados
+170k
Atletas Atendidos
97%
Satisfação dos Atletas

Chelso Sports & Business

Há mais de 10 anos proporcionando oportunidades para a sua superação!

Criada para explorar todo o potencial do esporte, buscando e criando oportunidades de acordo com os objetivos de cada cliente, com desenvolvimento e gerenciamento do marketing esportivo de empresas, eventos e atletas.

Saiba Mais
Chelso Sports - Chelso Sports & Business
Chelso Sports - Chelso Sports & Business

Cadastre-se para receber as
novidades das Chelso